Roteiro de 3 dias em Paris.

A primeira vez que o Voilà esteve em Paris (antes da nossa mudança pra França), três dias foi o tempo que tivemos de conhecermos juntos, a cidade luz.

Como o Danilo já conhecia, facilitou a logística. No entanto, tentamos encaixar o máximo de atividades – pois não sabíamos quando voltaríamos.

Agora, morando aqui, vemos as inúmeras possibilidades de roteiros, visitas, passeios, que a cidade tem a oferecer.

Aliás, Paris é mágica! Somos apaixonados por essa capital e felizes em poder descobrir e compartilhar, aos poucos, cada pedacinho das nossas descobertas.

Antes de tudo, prepare seus pés, eles vão andar bastante… Opte por algo confortável!

Dia 1.
Nossa sugestão é pegar o metrô (ou ônibus) e começar o dia em Montmartre, bairro mais boêmio da cidade e também onde foram gravadas muitas cenas do filme “O fabuloso destino de Amélie Poulain”.
De manhã ainda não tem tantos turistas e o visual fica ainda melhor.
Lá fica a basílica da Sacré Coeur, com entrada gratuita e alguns bons degraus de escada, compensados pela vista da cidade.

Sacré Coeur
Sacré Coeur

Aproveite ainda para passear pela rua dos artistas e pintores. Uma pausa café pelas redondezas pode ser uma boa pedida.

Montmartre
Montmartre

No mesmo bairro, tem ainda o cabaré Moulin Rouge – que em algumas poucas datas, tem espetáculos vespertinos.
Depois de Montmartre, pegue o metrô para Montparnasse, local cheio de restaurantes e da famosa torre com o mesmo nome, onde se tem vista de Paris em 360º. Leia nosso artigo sobre ela aqui. http://www.voilabrasil.com/2016/07/11/vale-a-pena-subir-na-torre-de-montparnasse/
Após essa experiência, em uns 15 minutos de caminhada, é possível chegar no Jardin du Luxembourg – se sua viagem for na primavera/verão, aproveite e faça uma pausa no gramado, seja para descansar ou mesmo para um piquenique (programa típico dos franceses).

Jardin du Luxembourg no verão.
Jardin du Luxembourg no verão.

Perto do jardim, ainda dá pra visitar o Pantheón (construído com o objetivo de honrar personagens que marcaram a história francesa – os restos mortais de Victor Hugo, Mairie Curie, entre outros, foram depositados lá) e a universidade Sorbonne.
Para a soirée ficar completa, e se sobrar pique, claro, o jantar poderá ser no Cartier Latin (pertinho do rio Sena, Catedral de Notre Dame, Pantheón, Sorbonne), local descontraído, com muitos bares, sotaques, jovens, turistas…

Proximidades do Cartier Latin
Proximidades do Cartier Latin

Dia 2.
Acordar e se preparar para conhecer o cartão postal mais famoso de Paris: Torre Eiffel.
A indicação pra quem quer subir (bilhetes aqui: http://www.toureiffel.paris/) é chegar cedo, mesmo com o ingresso em mãos, para evitar (grandes) filas na entrada.

Uma das vistas do alto da torre Eiffel
Uma das vistas do alto da torre Eiffel

Pra quem não quiser ou não tiver tempo, a indicação é fazer Champ de Mars e Trocadero – onde existem várias opções de restaurantes bons e acessíveis para uma refeição completa.

Torre Eiffel vista do Champ de Mars ou Campo de Marte.
Torre Eiffel vista do Champ de Mars ou Campo de Marte.

Seguindo o roteiro, para não perder nenhum ponto turístico, a próxima parada é o Arc de Triomphe. Opte por pegar o metrô, já que a próxima caminhada será longa.
Tomando o arco como ponto de partida, o percurso será andar por toda a Avenida Champs Elysées, até a Place de la Concorde (no Natal essa região fica especialmente linda).
Arco do Triunfo
A jornada continua, passando por Jardin de Tuileries e, finalmente, Musée du Louvre – fechado para o público às terças-feiras.

Jardin de Tuileries
Jardin de Tuileries

A visita básica às obras do Louvre merece, no mínimo, umas três horas de dedicação, que ficarão para o terceiro dia.
Continue a maratona e caminhe até a catedral gótica de Notre Dame, que tem uma localização privilegiada, na Île de la Cité.
Se a fila estiver enorme – o que geralmente acontece, dá pra fazer um passeio de barco no Sena (o tour leva geralmente 50 minutos). Na volta, entre na igreja.
Caso isso não lhe agrade, um passeio a pé às margens do rio pode ser inesquecível.

Passeio de barco pelo Sena
Última parada: Galeries Lafayette, na Boulevard Haussmann. A estação de metrô (Havre – Caumartin ou Chausée d´Antin – La Fayette) te deixa a poucos metros das lojas. Por ali ainda existem outras, como H & M, Abercrombie, Printemps, Uniqlo, etc.
O endereço está pertinho da Ópera de Paris, chamado de L´Opéra Garnier ou Palais Garnier e que também pode ser visitado.

Dia 3.
Bonjour !
Visita ao museu do Louvre com o ingresso comprado antecipadamente aqui: http://www.louvre.fr/billetterie
O terceiro dia vai ser o mais “light” dos três.
Como dito acima, o tempo de visita é muito particular. Sendo assim, caso você comece o tour pela manhã, considere um tempo de parada para refeição e a tarde ficará livre.

Louvre - Pirâmide invertida
Louvre – Pirâmide invertida
Interior do Louvre
Interior do Louvre

Nas imediações têm muita coisa pra fazer, o Voilà sugere algumas:
_ caminhar pela rue de Rivoli – onde há muitas lojas de fast fashion e chegar até o Hôtel de Ville;
_ andar nas bordas do Sena;
_ conhecer o charmoso bairro do Marais.
Pra fechar com chave de ouro, assim que escurecer, vá para o seu ponto preferido da Torre Eiffel (você já terá tido a experiência da visita), aprecie, brinde, tire fotos e lembre-se que Paris será ainda melhor quando você voltar!
Torre à noite
Au revoir!

3 comentários em “Roteiro de 3 dias em Paris.

  • 24 de agosto de 2016 em 11:57
    Permalink

    Excelente resumo. Seja 1, 2, 3 ou mais dias, primavera, verão, outono ou inverno, Paris sempre proporcionará infinitas opções! Bon voyage 🙂

    Resposta
  • 24 de agosto de 2016 em 13:29
    Permalink

    Adorei!!! Ótimas dicas!! Logo, logo espero usa-las!!! Um beijão

    Resposta
    • 24 de agosto de 2016 em 13:47
      Permalink

      Não só essas como muitas outras, Bi!
      Que bom que gostou!
      Beijão e merci!

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *